segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Meu querido mês de Janeiro:)

  Jano (em latim Janus) foi um deus romano que deu origem ao nome do mês de Janeiro.
Jano tinha duas faces, uma olhando para a frente e outra para trás, e dele derivam os nomes da Montanha Jano Meu querie o Rio Jano, pois ele viveu na montanha. Ele foi o inventor das guirlandas, dos botes, e dos navios, e foi o primeiro a cunhar moedas de bronze; por isto que em várias cidades da Grécia, Itália e Sicília, em suas moedas, trazem em um lado um rosto com duas faces e no outro um barco, uma guirlanda ou um navio.
 Era o porteiro celestial, sendo representado com duas cabeças, representando os términos e os começos, o passado e o futuro. De fato, era o responsável por abrir as portas para o ano que se iniciava; e como toda e qualquer porta, se volta para dois lados diferentes.Por isso é conhecido como "Deus das Portas".




  Música de Katie Melua

No Fear of Heights

I never walked near the edge
Used to fear falling
I never swam far from shore
Never tried the secret door

But when you give me love
When you give me love

I have no fear of heights,
No fear of the deep blue sea,
Although it could drown me,
I know it could drown me

I didn't wander in the woods
Used to fear the darkness
I didn't like getting deep
I was scared of what I couldn't keep

But when you give me love
When you give me love

I have no fear of heights,
No fear of the deep blue sea,
Although it could drown me,
I know it could drown me

No fear of the fall
No fear if it's with you that I fall
'cause nothing could break us,
No nothing could break us, now.


Sem Medo de Altura

Eu nunca andei perto da borda
Por ter medo da queda
Eu nunca nadei longe da costa
Nunca tentei a porta secreta

Mas quando você me dá amor
Quando você me dá amor

Eu não tenho medo de altura,
Sem medo do profundo mar azul,
Embora pudesse me afogar,
Eu sei que poderia me afogar

Eu não perambulei pela floresta
Por ter medo da escuridão
Eu não gostava de ficar profundamente
Eu estava com medo de não poder manter

Mas quando você me dá amor
Quando você me dá amor

Eu não tenho medo de altura,
Sem medo do profundo mar azul,
Embora pudesse me afogar,
Eu sei que poderia me afogar

Sem medo da queda
Sem medo, se é com você que eu caio
Porque nada poderia nos separar,
Não, nada pode nos separar agora.

 Quem assistiu o filme, sabe porquê coloquei esse vídeo:)




Fonte de pesquisa: Wikipédia:)

Um comentário:

  1. Olá, querida! Passando pra conhecer o seu cantinho... Adorei, muito legal. Já to seguindo!
    Aproveito p te convidar a conhecer o Vou-de-Blog (sou os números 1040 e 1041 nas Blogueiras Unidas) e a participar do sorteio q estou promovendo em parceria c o blog Território das Garotas: http://voudeblog-promos.blogspot.com/2012/01/sorteio-em-parceria-com-o-blog.html

    Bjinhos.
    Lu
    www.voudeblog.com

    ResponderExcluir